Buscar
  • Bruno Silveira

Persianas na automação residencial

Você entra em casa, passa o dedo em um controle e, automaticamente, a televisão liga no seu canal preferido, o rádio toca a música que você mais gosta, o ar condicionado deixa a sala na temperatura ideal, as cortinas se abrem e é possível ver que, lá fora, o jardim começa a ser irrigado. Parece ficção científica, mas é apenas tecnologia


A automação residencial é “um conjunto de tecnologias das quais se pode dispor na residência de forma integrada”. Cada dispositivo eletroeletrônico precisa de uma ação humana individual para ser ativado, mas, com a tecnologia, eles serão acionados por um só sistema. Dessa forma, em um mesmo dispositivo controlam-se coisas tão diferentes como o aparelho de som e as cortinas de casa.

O sistema usa um controle remoto integrado, mas já existem aplicativos para celular para comandar diversas funções na residência, e nem é preciso estar no ambiente. Alguns sistemas permitem que pessoa ligue para casa e acionando uma série de coisas, como o alarme, e fechar as janelas. Os aparelhos que usam infravermelho, ou seja, são acionados com controle remoto, não precisam de adaptação. Já lâmpadas e cortinas, por exemplo, precisam de módulos de automação para serem integrados, mas a instalação é simples.

O uso da tecnologia é também uma maneira de potencializar sistemas de segurança já instalados.


A automação também ajuda a gastar menos energia, pois há uma racionalização no uso de eletricidade em coisas como lâmpadas e ar condicionado. Segundo ele, a economia chega a 30% em relação ao consumo normal.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo